Página

sábado, 23 de outubro de 2010

Carlos Manhanelli, especialista em marketing político

via Augusto Nunes | VEJA.com de Augusto Nunes em 22/10/10

Aos 54 anos, Carlos Manhanelli participou de 238 campanhas políticas. Presidente da Associação Brasileira dos Consultores Políticos, é autor de 11 livros sobre marketing e estratégias eleitorais. Na primeira parte desta entrevista dividida em três blocos, Manhanelli ensina que o debate eleitoral "não é arena, é passarela" ─ é preferível que os candidatos desfilem para os telespectadores, "em vez de se digladiarem na TV". Na segunda, discorre sobre a história do marketing político e relembra campanhas célebres, como a de Jânio Quadros, que, em 1960, inaugurou o uso da televisão na campanha política. Na terceira, analisa o trabalho dos marquetólogos ─ Manhanelli rejeita o nome marqueteiro ─ de José Serra e Dilma Rousseff. Colecionador de áudios e vídeos de campanhas eleitorais há 36 anos, o consultor político mostra qual é a estratégia adotada pelos dois candidatos no duelo do segundo turno.

Parte 1


Parte 2


Parte 3


0 comentários:

Postar um comentário

Favor identificar-se.