Página

domingo, 14 de junho de 2009

TARSO GENRO NÃO VENCEU POR ACASO O TROFÉU BANANA DE PIJAMA

via Reinaldo Azevedo | VEJA.com de Reinaldo Azevedo em 10/06/09

Ah, bem, tenho sido persistente em acusar o governo, o PT e os petistas de estimular, quando isso lhes é conveniente, o desrespeito às leis e às decisões judiciais. Às vezes, fica evidentemente caracterizada a prevaricação. Em outros casos, conseguem ir além: promovem a transgressão legal à categoria de ação política cidadão. Um ou outro dizem às vezes: "Pô, Reinaldo, você exagera! Também não é assim". Leiam o que informa Rodrigo Haidar no site Consultor Jurídico. Volto depois:

O ministro Tarso Genro aproveitou o lançamento do Observatório da Justiça, na Universidade de Brasília, semana passada, para manifestar o apreço que tem por decisões judiciais. Recordando o episódio da invasão e ocupação da reitoria da UnB por estudantes no ano passado, o ministro da Justiça contou essa: "À época, eu recebi uma ordem judicial para determinar à Polícia Federal a retirada dos estudantes que ocupavam a reitoria. Mas eu disse à juíza que não daria prosseguimento, porque acredito que os alunos estavam agindo legitimamente contra uma situação que havia se estabelecido na universidade".

Voltei
Entenderam? Tarso, como ministro da Justiça, acredita que só se devem cumprir decisões judiciais com as quais a gente concorda. Não concordou? Então não cumpre. É aquele ministro que decidiu se comportar como corte revisora da Justiça italiana, lembram-se? Como ele discordou da decisão do tribunal daquele país, resolveu reescrever a história. Agora, representante do Executivo, ele houve por bem reformar uma decisão do Judiciário.

Não é por acaso que o ministro Celso Amorim, na enquete, ameaçou roubar de Tarso o Troféu Banana de Pijama, mas foi inútil. Ainda que aquele gigante do Itamaraty fosse um fortíssimo candidato à láurea, nada supera o talento de Tarso Genro para dizer e fazer bobagens. Nem mesmo o poeta Tarso Genro consegue rivalizar em ruindade e patetice com o ministro Tarso Genro.

0 comentários:

Postar um comentário

Favor identificar-se.